FASHION REVOLUTION WEEK

Diante da loucura que é o mundo industrial da moda e os tantos abusos que são cometidos nesse processo, foi criado em 24 de abril de 2013, a Fashion Revolution Week. Esse evento foi influenciado pelo incidente de Rana Plaza, onde aproximadamente 1.133 trabalhadores morreram e 2.500 ficaram feridos em um desabamento da fábrica têxtil de 8 andares por descumprimento das exigências de segurança, em Bangladesh. Esse desastre e tantos outros têm trazido à tona o lado obscuro da indústria de vestuário, que tem se mostrado exploradora, ambientalmente nociva, precisando de uma mudança rápida. Desde então tem se intensificado o discurso sobre a responsabilidade social das empresas na cadeia produtiva de roupas.



A Fashion Revolution Week é um movimento que trata destas questões de forma bem inteligente. Assim como seus criadores, “nós amamos a moda, mas não queremos que nossas roupas venham a custo de pessoas e do planeta” - FRW Brasil.



Por trás dessa campanha está um conselho global de líderes da indústria da moda sustentável e mais de 90 países adeptos ao movimento, que unem esforços para “aumentar a conscientização sobre o verdadeiro custo da moda e seu impacto em todas as fases do processo de produção e consumo, mostrando ao mundo que a mudança é possível através da celebração dos envolvidos na criação de um futuro mais sustentável e criar conexões exigindo transparência.” - FRW Brasil.



Então, hoje, viemos propor a vocês que nos ajudem a transformar a moda em uma força para o bem. Durante essa semana, até dia 30, postem uma foto em suas redes sociais mostrando a etiqueta de suas roupas usando a hashtag #WhoMadeMyClothes (Quem fez as minhas roupas?). A ideia é pressionar marcas a mostrarem as condições de trabalho envolvidas em cada peça de roupa.





Vamos aproveitar para refletir também onde estamos nesta cadeia e qual nosso papel nela.




  • 26/04/2017 - 10:59:24

Siga no Facebook

Contato

 (49)9927-6338 / Camila 

 (49)9998-5556 / Luana